Presidente do SESCAP-PR, Mauro Kalinke, defende a qualificação e a participação dos empresários como fator para o crescimento

         O presidente do SESCAP-PR, Mauro Kalinke, disse na noite desta quarta-feira, 4, a empresários de Pato Branco, no Sudoeste do Estado, que a valorização do setor contábil está diretamente relacionada à participação dos empresários nos eventos coletivos da categoria e à constante busca pelo aperfeiçoamento profissional.

         Kalinke e o consultor Laudelino Jochem integram a “Caravana da Valorização” que está passando por 10 municípios paranaenses.  A equipe divulga a campanha “Mais Valor” do SESCAP-PR, que visa a valorização da categoria em 2015, eleito pela entidade como o “Ano do Empresário Contábil”. Na noite de terça-feira, 3, o encontro ocorreu em Francisco Beltrão, na Churrascaria Pampeana. Na noite de ontem, (4) o evento aconteceu na Sociedade Rural de Pato Branco, com a participação de mais de 100 empresários. Nas cidades por onde a Caravana está passando, são realizadas palestras que abordam os riscos, as oportunidades e as perspectivas para o setor da contabilidade.

Conquistas do Sistema Fenacon

         Para Mauro Kalinke a maior conquista dos últimos tempos do Sistema Fenacon/SESCAP/SESCON foi a anistia das multas ocasionadas pelo não pagamento da GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social) entre os anos de 2009 a 2013, porém, muitos empresários não compreenderam a importância do feito. “Conquistamos uma vitória antes do tempo. Pois as empresas foram notificadas apenas com base no ano de 2009. Nos demais anos, 2010, 2011, 2012 e 2013, as notificações nem chegaram aos escritórios contábeis”, disse. “A grande maioria das empresas sequer sabe do passivo que tinha com essas multas que, no geral, somariam R$ 1 bilhão. Conseguimos neutralizar essas multas e são poucos aqueles que reconhecem o mérito da Fenacon, dos SESCAPs e dos SESCONs”, disse.

Por uma maior participação

Kalinke disse que, como presidente do SESCAP-PR, entidade que representa mais de 35 mil organizações, sente-se na obrigação de conclamar as empresas por uma maior participação nas ações do setor. Na ocasião, Kalinke disse que se decepciona com a baixa participação dos empresários nas atividades e eventos realizados justamente para elevar o nível de conhecimento da classe. Kalinke citou como exemplo de oportunidade para os empresários os programas e cursos realizados pelo SESCAP-PR e os grandes eventos voltados à categoria, como a Conescap (convenção nacional), o Enescopar (maior encontro das empresas de serviços do Paraná), entre outros. “São oportunidades ímpares para que o profissional possa se aperfeiçoar. “Normalmente, os profissionais que não participam são os que mais reclamam das entidades de classe. E precisamos mudar esse cenário. Mal sabem a oportunidade que estão perdendo”, frisou. “Como podemos vislumbrar melhoria para nossa empresa e a valorização do setor, se não investimos em nosso aprendizado, se fazemos tudo sempre igual?”, indagou o presidente do SESCAP-PR.

 

Oportunidade

         Utilização de novas ferramentas deixou de ser um diferencial dos contadores para se tornar uma obrigação

O consultor Laudelino Jochem traçou um cenário realista de que, segundo a Receita Federal, nos próximos anos cerca de 40% dos profissionais de contabilidade deixarão de prestar serviço no mercado por não conseguirem acompanhar o desenvolvimento tecnológico. Ele citou uma frase de McLuham “O homem cria as ferramentas e as ferramentas recriam o homem”, para mostrar aos empresários a necessidade de repensar a atual forma de gerir sua empresa. E isso só será possível se houver o constante aperfeiçoamento profissional e a quebra de paradigma na gestão empresarial.

         Jochem disse que as ferramentas para enfrentar as mudanças no mercado estão bem próximas, basta ter coragem e determinação para usá-las. “Temos ótimos cursos no SESCAP-PR, como o Formação na Prática, o Forcec, o PQS e o G Contábil (este voltado à gestão do empresário contábil) e, também, vários cursos no CRC e em outros sindicatos da categoria. Basta aproveitarmos a oportunidade”, disse. Para finalizar, o consultor disse que nos momentos difíceis devemos perceber a grande oportunidade para crescer e citou o filósofo grego Epicuro (341 a.C. a 270 a.C.):Os grandes navegadores devem sua fama e sua reputação aos temporais e as tempestades”.

Caravana da Valorização”

Desde o dia 27 de janeiro, a “Caravana da Valorização” do SESCAP-PR segue pelos municípios onde possui escritórios regionais e já passou pelas cidades de Arapongas, Maringá, Umuarama, Guarapuava, Curitiba, Francisco Beltrão e Pato Branco. Nesta quinta-feira, 05, estará em Toledo; na sexta-feira, 6, em Cascavel; e no sábado, dia 07, em Foz do Iguaçu. De acordo com o presidente Mauro Kalinke, ainda neste semestre e Caravana percorrerá outras cidades da base territorial do SESCAP-PR composta por 332 municípios.

Confira imagens do encontro em Francisco Beltrão e Pato Branco