“É uma matéria que requer total atenção, porque todo movimento contábil/financeiro de uma empresa no ano inteiro fecha com o IRPF”. A frase é do especialista Rômulo Albuquerque Silva, que esteve em Toledo para um curso avançado sobre Imposto de Renda Pessoa Física, realizado pelo SESCAP-PR no Auditório da Acit.

Rômulo lembra que, embora a Declaração do Imposto de Renda seja algo que se está acostumado a fazer, existem algumas novidades. Havia a expectativa que a Receita Federal implantasse já este ano o detalhamento da ficha de bens e direitos seria obrigatório, mas isso acabou prorrogado para 2020. Em compensação a Receita manteve a obrigatoriedade de indicar o CPF de todos os dependentes e alimentandos, independente de idade. Até o ano passado o limite era 8 anos. “Isso requer um cuidado adicional para não se perder uma eventual dedutibilidade”, alerta.

Prazo

Rômulo Albuquerque destaca que o prazo médio para a entrega da declaração era de dois meses, mas este ano haverá uma semana a menos. A entrega vai começar a partir do dia 7 de março por causa do carnaval, indo até o dia 30 de abril.

No curso ele fez uma revisão dos conceitos já conhecidos e, claro, apontou as novidades para 2019. De acordo com ele, por mais que se conheça, é imprescindível essa atualização feita pelo SESCAP-PR porque 2018 foi um ano muito difícil para a classe contábil em função de muitas novidades ao mesmo tempo como o e-Social, entre outras, “que levou a tirar um pouco o foco da pessoa física do sócios. Mesmo a gente operando as empresas, estamos de olho na pessoa física. Agora é hora de retomar o cuidado com a pessoa física”, finaliza. (Marcio Pimentel)

Confira a programação de cursos do SESCAP-PR: