Começou nesta quinta-feira, dia 01, o prazo para envio da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) 2018.  Para atualizar os profissionais sobre o tema, o SESCAP-PR promoveu na quarta-feira, dia 28, o curso “Imposto de Renda Pessoa Física 2018 - Casos específicos e orientação tributária”. O treinamento, ministrado pelo contador e especialista em gestão tributária, Rômulo Albuquerque Silva, aconteceu no auditório do CRCPR, em Maringá. Além de abordar as novidades trazidas pela Receita para este ano, Rômulo trabalhou principalmente com casos específicos. “São matérias atípicas e que podem virar armadilhas. Por se tratar de situações que não ocorrem com frequência, aumenta a probabilidade dos profissionais cometerem algum erro”, explicou.

Foram discutidos assuntos como operações com o exterior, aplicações financeiras de renda fixa ou variável, ganho de capital e suas isenções, previdência privada e espólio. 

A analista tributária Marcia Cristina Maraschi aprovou a metodologia adotada pelo instrutor e destacou as operações com o exterior como um assunto que chamou a sua atenção. “Até o ano passado quase não tínhamos clientes com vínculo no exterior. Mas esse ano temos alguns e foi muito bom ver esse assunto no curso”, disse. 

O instrutor também abordou algumas oportunidades de economia tributária. “Eu apresento algumas situações em que é possível redução da carga tributária, e que muitos colegas não enxergam. E tudo dentro do que a legislação permite. E esse é um diferencial do curso”, afirmou. 

Em relação às novidades para 2018, Rômulo orientou os profissionais a tomarem cuidado no momento de discriminar os bens. “Alguns colegas tem o costume de colocar pouca descrição do bem, e isso vai ter que mudar. Agora quando citar um veículo tem que colocar o número do Renavam, ou quando citar um imóvel tem que colocar o número do registro. Esse ano a Receita só está recomendando esse detalhamento, mas no próximo vai ser obrigatório”, orientou. (por Sodré Júnior)